Somos obrigados a ter o livro de reclamações eletrónico?
Janeiro 9, 2019
Storytelling? Que bruxaria é esta?
Janeiro 29, 2019
Mostrar tudo

O Email Marketing está morto?

Na nossa opinião, o email marketing está bem vivo e recomenda-se! 🙂

Para além de recomendarmos o email marketing como uma das ferramentas numa estratégia de Marketing Digital (dependendo dos teus objetivos claro!), lembramos-te que o email marketing é utilizado para a fidelização de clientes. Ou pelo menos deveria ser!

E não só.

Quando implementado corretamente, o email marketing permite-nos gerar leads qualificadas, que avancem no funil de vendas, aumentando a taxa de conversão e o ROI.

Mas ora vejamos…

Um dos principais problemas das campanhas de email marketing está na análise das métricas obtidas. Muitos marketers ainda não compreenderam que existem muitas mais métricas de email marketing para além de “open rates”, “click-through rates” (CTRs) e “unsubscribe rates”.

Na verdade, estas métricas em nada te vão ajudar a perceber o impacto das tuas campanhas de email marketing na performance do teu negócio ou da tua empresa.

Com este artigo, vamos dar uma olhadela em tudo o que precisas de saber sobre email analytics. Ou seja, vais ficar a saber sobre os KPI’s de email marketing (aqueles que aparecem na tua plataforma de email marketing e na tua ferramenta de análise de email) e como podes medir cada um deles de forma realística.

Em baixo deixamos-te uma lista das métricas mais importantes de email marketing que deves acompanhar durante o decorrer da tua campanha.

Mas atenção!

Algumas das fórmulas que te vamos apresentar seguem um modo “padrão”. Para te certificares que estás a comparar maçãs com maçãs, sugerimos uses uma única ferramenta ou dashboard de análise.

Principais métricas de email marketing e os seus nomes pomposos.

1 – Open rate ou taxa de abertura

De uma forma muito simples, o open rate é nada mais nada menos do que a quantidade de vezes que os teus subscritores abriram os teus emails. Normalmente o número é apresentado em percentagem e é calculado o número total de emails abertos pelo número de emails que foram enviados com sucesso (excluindo os bounced emails mas já falamos disso mais à frente 🙂 ).

Taxa de abertura = (nº de emails abertos / nº de emails enviados) * 100%

⦁ Qual a sua importância?

Há quem diga que esta métrica é a mais importante que qualquer outra métrica de email marketing. Nós respeitamos, suspiramos um pouco, e acabamos por discordar. Esta métrica informa-te sobre o número de pessoas que viram o subject do email e caso tenha despertado interesse, abriram o email. É bom de se ver, mas não mostra o impacto real da campanha.

⦁ O que é uma boa taxa de abertura?
É uma boa pergunta. Existem muitas variáveis que podem afetar a taxa de abertura. E uma “boa” taxa varia de país para país, de indústria para indústria, empresas, até entre campanhas da mesma empresa (por exemplo: subjects mais apelativos e sugestivos que outros).

⦁ Click-through rate ou taxa de cliques

O click-through rate mostra-te a quantidade de vezes que os links dos teus emails foram clicados. Esta métrica também costuma aparecer em percentagem.

Email click-through rate = (nº de clicks no email / nº de emails enviados) * 100%

2.1 – Qual a sua importância?

Provavelmente é a métrica mais importante para ficares de olho. É claro que isto não reflete o reembolso que poderás obter das tuas campanhas, mas é uma boa indicação do envolvimento da pessoa com o teu email e pode dizer-te muito sobre a qualidade da campanha.

⦁ O que é uma boa taxa de click-through?

À semelhança da taxa de abertura, também existem muitos fatores que influenciam os clicks que a tua campanha pode gerar.

Tipicamente o click-through rate anda à volta dos 2-6% nas campanhas genéricas. É claro que depois diferem de empresa para empresa e de negócio para negócio.

Bounce rate ou taxa de rejeição

Pois é, o prometido é devido! Existe “bounce” quando os teus emails não chegam ao destino ou retornam depois de enviados. Existem dois tipos de “bounces”:

Hard bounce: existe hard bouce quando o email é permanentemente rejeitado (porque o email de destino é invalido ou não existe).

Soft bounce: existe soft bounce quando o email chega ao destino mas retorna de volta. Muitas vezes isto acontece porque a caixa de correio está cheia.

Nem vale a pena dizer que quando mais baixo o bounce da tua campanha melhor, não é? 🙂

4 – Unsubscribe rate ou taxa de cancelamento de inscrição

O unsubscribe rate informa-te da quantidade de pessoas que clicaram no link de “unsubscribe”, normalmente no final do email, optando por não receber mais emails teus no futuro. Normalmente este link é automaticamente colocado pela tua plataforma de email marketing mas tu também consegues colocar manualmente.

Email unsubscribe rate = (nº de unsubscribes / nº de emails enviados) * 100%

Todas as campanhas que tenham uma taxa de unsubscribe superior a 0,5% são motivo para alarmar-te! Não vais querer que os teus clientes deixem de receber a tua informação. 🙂

5 – Complaint rate ou taxa de reclamação

Mais uma vez irás querer ter esta taxa o mais baixo possível ao longo das tuas campanhas. Ela revela-te o número de pessoas que denunciam o teu email como spam. Normalmente as plataformas de email marketing fazem o tracking das denúncias de spam para ajudar a manter a boa reputação das tuas campanhas e otimizar a entrega dos emails.

Taxa de reclamação = (nº de denúncias de spam / nº de tentativas de envio) * 100%

Esta taxa ajuda-te a perceber a qualidade da tua lista de contactos e subscritores e se realmente eles gostam do conteúdo que tu estás a enviar para eles ou não. No que diz respeito a subscritores, vale mais poucos, mas bons! 🙂

6 – Click-to-open rate (CTOR) ou taxa de clicks por abrir

Esta taxa é, nada mais nada menos, que a chave para avaliar a qualidade e relevância dos teus emails!

Taxa de clicks por abrir = (nº de clicks no email / nº de emails abertos) * 100%

Aconselhamos-te a utilizar o CTOR para avaliar e melhorar o desempenho das tuas campanhas de email marketing. Como? Se as tuas campanhas têm boas taxas de abertura, mas baixas taxas de clicks, então o CTOR também será baixo. Isto pode significar que o teu assunto de email foi mais interessante que o próprio conteúdo.

7 – Conversion rate ou taxa de conversão

A taxa de conversão mostra-te como as pessoas realmente agem com o conteúdo que lhes é enviado.

Taxa de conversão = (nº de ações / nº de emails enviados) * 100%

O desafio aqui passa pela definição do que é uma conversão. Na verdade, pode ser o que tu quiseres (quantas vezes fazem uma encomenda no teu website, quantas vezes se inscrevem num workshop, preenchimento de um formulário, etc.). A conversão é diferente de empresa para empresa e no entanto é importante para todos!

8 – Rentabilidade da campanha de email marketing

Esta métrica irá fornecer-te informações sobre o valor da tua campanha. Como em qualquer campanha de marketing, tens as receitas e os custos adjacentes. Há que fazer contas para percebermos se foi “profit”! J

Esta métrica é útil, mas também muito difícil de avaliar. No final de contas, quanto custa lançar uma campanha de email marketing? Apenas costumas incluir os custos de criar, testar e enviar uma campanha de email marketing ou também incluis o preço de angariação de subscritores, o ordenado das pessoas que gerem as campanhas de email marketing?

Como podes ver, há muitos fatores a considerar…

Quais os KPIs de email marketing que costumas estar de olho?
Estas são as métricas que nós mais utilizamos para analisar e avaliar o desempenho das nossas campanhas de email marketing e dos nossos clientes.

Certamente vais encontrar outras métricas interessantes que possam dar o boost essencial à tua empresa. Cabe unicamente a ti decidir quais as mais relevantes! 😎

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

//]]>